A questão do reerguer da Alemanha passa pelo extermínio da ideologia marxista na Alemanha. Se esta ideologia não for erradicada, a Alemanha nunca reencontrará o seu esplendor. […] Um de nós permanecerá por terra: ou o marxismo nos extermina ou nós exterminamo-lo até à raiz. […] Quando compreendemos que é vital destruir o marxismo, todos os meios são bons para alcançarmos o nosso fim. […] Não teremos descanso enquanto restar um jornal, uma organização, um estabelecimento escolar ou cultural que não tenhamos erradicado, enquanto não tivermos reconduzido ao caminho certo o último marxista ou não o tivermos exterminado. Não há meias medidas.

Do Discurso de Hitler em Hamburgo, em 28 de fevereiro de 1926, perante o que os nazis consideravam “a nata da sociedade e do mundo da economia” – transcrito da obra de Kurt Gossweiler, “Hitler: ascensão irresistível?”, da editorial Avante!, 2009 – pp. 52 e 53.