Dois relatórios exaustivos sobre as PPP da investigação na União Europeia (UE) mostram um ambiente institucional que assegura 'privilégios e vantagens' para o setor privado, e 'deveres e obrigações' para o setor público”, realçam a Global Health Advocates (GHA) e o Corporate Europe Observatory (CEO).

As ONG assinalam que, durante os últimos 15 anos, os grupos de lóbi das indústrias da saúde e do ambiente “controlaram, dominaram e beneficiaram de 3,7 mil milhões de euros de fundos de investigação da UE destinados a medicamentos e ao clima através das PPP, à custa do interesse público”.

[…] No documento das duas ONG, “Em nome da Inovação”, a que a Lusa teve acesso, que junta os relatórios “Mais privada do que pública: como as grandes farmacêuticas dominam a Iniciativa de Inovação Médica”, e “Investiga e Destrói, as fábricas da indústria bioeconómica ameaçam o clima e a biodiversidade”, as entidades destacam que há “implicações preocupantes para a defesa do interesse público” na gestão das PPP europeias, financiadas pelo dinheiro dos contribuintes.

Parcerias Público-Privadas – https://www.jornaldenegocios.pt/economia/europa/detalhe/ong-denunciam-que-ppp-da-ue-beneficiam-lucros-privados-face-ao-interesse-publico?n=1 – Lusa25 de maio de 2020 às 00:39