Pela primeira vez desde a autoproclamação de Juan Guaidó como suposto presidente interino da Venezuela, em janeiro de 2019, a reunião do Grupo Lima (com suas inúmeras declarações políticas) nem mesmo mencionou o seu nome. Todas as reuniões anteriores dessa organização espúria serviram como falsas promessas para levá-lo ao poder, parecendo constituir cerimónias de juramento virtual. […] Em 20 de fevereiro de 2020, apesar do clima extremamente frio (mesmo para os padrões canadenses), houve manifestações em todo o Canadá, inclusive em frente à sede do Grupo Lima em Gatineau, Quebec. Ao mesmo tempo, uma declaração em inglês, francês e espanhol foi amplamente distribuída de costa a costa, entre o público e os média. A mensagem e os slogans da manifestação centraramse no papel desempenhado pelo governo Trudeau como delegado dos EUA na agressão de Trump contra o presidente legitimamente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro.

https://www.telesurtv.net/bloggers/Guaido-dejado-afuera-en-el-frio-durante-la-reunion-del-Grupo-de-Lima-en-Gatineau-20200224-0003.html?utm_source=planisys&utm_medium=NewsletterEspa%C3%B1ol&utm_campaign=NewsletterEspa%C3%B1ol&utm_content=37